quarta-feira, 8 de abril de 2009

BEATRIZ COSTA NO CINEMA


Ao longo da década de trinta, Beatriz Costa protagoniza três filmes, que vão ser precisamente aqueles que mais sucesso fazem. Em 1933 faz o papel de Alice no filme «A Canção de Lisboa» de Cotinelli Telmo, ao lado de Vasco Santana, António Silva e Teresa Gomes. Três anos mais tarde regressa ao cinema com o filme de Chianca de Garcia, «O Trevo de Quatro Folhas», onde pela primeira vez representa um duplo papel, o de Rosita e Manuela, ao lado de dois grandes actores teatrais, o brasileiro Procópio Ferreira e Nascimento Fernandes. Em finais de 38, Beatriz Costa despedia-se do cinema com o papel que mais a marcou no cinema, o da lavadeira Gracinda, no filme «Aldeia da Roupa Branca». Em 1939, Beatriz Costa parte numa «touneé»ao Brasil onde tinha grande popularidade, e inesperadamente fica por lá.

CONTINUA...

1 comentário:

isto é espetaculo disse...

TAO ENGRAÇADA NESTA FOTO
FOI UMA MULHER QUE SOUBE GERIR BEM A CARREIRA
MEU CARO O PROCÓPIO FERREIRA ERA PORTUGUES,ERA UM ACTOR PORTUGUES,A FILHA A ACTRIZ BIBI FRREIRA É QUE JA NASCEU NO BRASIL
ABRAÇO